Uma “Disneylândia” gastronômica é inaugurada na França

Imagine um lugar onde você pode provar da culinária francesa em um restaurante, padaria ou café; fazer um cursos, oficinas, masterclasses sobre algum tópico gastronômico; participar de degustações, comprar livros sobre o tema; provar, comprar e conhecer mais sobre vinhos; adquirir produtos de cozinha (de comidinhas e temperos a louças)…

Isso mesmo, uma espécie de Disneylândia gastronômica, um paraíso para quem se interessa por culinária e vinhos, será aberto ao público nesta sexta-feira (9/5) na cidade de Dijon, capital da região da Borgonha-Franche-Comté, na França, a 1 hora e 30 minutos de Paris, por TGV (trem de alta velocidade).

A Cité Internationale de la Gastronomie et du Vin (Cidade Internacional da Gastronomia e do Vinho) é um projeto que pretende reunir em um único espaço as mais emblemáticas referências do estilo de vida francês, relacionado sobretudo à comida e ao vinho. Uma ideia cuja realização custou um investimento 250 milhões de euros.

Em 1.750 m², o empreendimento reúne, entre outros atrativos, três exposições permanentes, lojas de comida, restaurantes do grupo Epicure, cozinha experimental, vila gastronômica, enoteca, nove cinemas da rede Pathé Dijon e unidades da escola de culinária Ferrandi Paris, da Ecole des Vins de Bourgogne (Escola de Vinhos da Borgonha) e da Librairie Gourmande (Livraria Gourmet).

Com 1.750 m², o empreendimento teve um investimento de 250 milhões de euros

Tem também uma unidade da rede Hilton de hotéis; uma capela medieval (certamente para quem quiser pedir perdão a Deus pelo pecado da gula) e um espaço que funciona como incubadora de start-ups, voltado a promover o surgimento de projetos inovadores e novos talentos.

Dijon obteve o direito de construir sua Cité Internationale de la Gastronomie et du Vin por meio de uma concorrência, em 2012, que elegeu também outras três cidades, Tours, Paris-Rungis e Lyon. A cidade gastronômica de Lyon foi aberta em outubro de 2019, mas não deu muito certo e fechou menos de um ano depois, em julho de 2020.

Agora é torcer para que o projeto dê certo em Dijon. E quem quiser conhecê-lo, o preço do acesso vai variar de gratuito (o acesso à capela) a até 29 euros (a oficina de harmonização de comida e vinho da Borgonha), dependendo do espaço e das atividades de interesse de visitante. Os ingressos podem ser adquiridos antecipadamente pelo site oficial da Cité.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s